O que é Transtorno Bipolar?

O transtorno bipolar é um transtorno mental em que a alteração patológica de humor é o seu sintoma característico. É um transtorno crônico e grave que causa impacto significativo na vida dos pacientes e grande carga emocional para a família e para a sociedade, sendo uma das grandes causas de incapacidade funcional.

É considerado a sexta causa de incapacidade no ranking das doenças gerais e a terceira causa de incapacidade entre os transtornos mentais, ficando apenas atrás da depressão e da esquizofrenia.

Os principais sintomas e comportamentos são as oscilações nos estados de humor maníaco e depressivo, alterações a níveis psicológicos e sociais importantes e um quadro de humor que não corresponde as situações ambientais de forma adequada.

Normalmente a alteração patológica de humor aparece no início da idade adulta, mas muitos recebem o diagnóstico cerca de dez anos depois do início dos sintomas.

De acordo com alguns estudos, muitos são diagnosticados num primeiro momento com o transtorno depressivo, chegam a consultar cerca de quatro médicos até chegar ao diagnóstico correto.

As consequências de um diagnóstico incorreto estão relacionados com a menor probabilidade de que esses pacientes sejam tratados com medicações recomendadas, gerando taxas mais altas de suicídio, hospitalização e prejuízos sociais.

O paciente bipolar tende a apresentar algumas comorbidades, tais como: abuso de substâncias, abuso de álcool, transtorno de ansiedade, transtornos alimentares, transtorno de pânico, dentre outros.

O transtorno bipolar se divide em episódios de mania: humor expansivo ou eufórico, irritabilidade, impaciência, sensação de grandiosidade, insônia, agitação psicomotora, aumento da energia, pensamento rápido, fuga de ideias, aumento no número de atividades dirigidas a objetivos (tendência a iniciar vários projetos ao mesmo tempo), aumento nas buscas por atividades prazerosas, aumento da libido e inquietação. O paciente na fase de mania tende a gastar excessivamente e a consumir ou assumir compromissos que depois não conseguirá cumprir, levando até ao endividamento.

Nos episódios de depressão, o paciente oscila para o isolamento social, sentimento de tristeza, falta de libido, diminuição no nível de energia e na psicomotricidade, tendência a desistir de diversas atividades que iniciou na fase de mania, pensamentos de morte e até o risco de suicídio.

Os prejuízos são diversos, desde a desregulação de humor, gastos financeiros excessivos, desgastes nas relações interpessoais e baixa qualidade de vida. Há estudos que mostram que muitos pacientes com diagnóstico de transtorno bipolar não possuem emprego fixo ou estão desempregados, são solteiros ou divorciados.

O tratamento com o paciente bipolar é realizado com medicamentos que visam diminuir as alterações comportamentais causadas pela alteração de humor e prevenir a ocorrência de novos episódios. A psicoterapia trabalhará com a psicoeducação, visando educar o paciente sobre o transtorno, promover autonomia, criar estratégias para lidar com os conflitos e eventos estressores, aumentar a adesão medicamentosa e a conviver de forma menos conflituosa e disfuncional com a bipolaridade.

Para os pacientes que não aderem ao tratamento há grandes chances no aumento de recaídas e recorrências, além do aumento de internações e tentativas de suicídio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

O que é depressão?

Se você chegou até aqui é porque provavelmente deve estar se perguntando se está com depressão ou suspeita que algum conhecido esteja. A depressão é

O que é Transtorno Bipolar?

O transtorno bipolar é um transtorno mental em que a alteração patológica de humor é o seu sintoma característico. É um transtorno crônico e grave

O que é ansiedade?

A ansiedade está relacionada com a nossa sobrevivência e com o mecanismo de luta e fuga num ambiente em que consideramos ameaçador da nossa integridade